Arquivo | abril, 2011

O Sogro Tarado

27 abr

Mévia, uma requintada dama da capital, teve de mudar para a longínqua e tediosa cidade do interior, Mevialândia, quando seu marido Tício da Silva Filho, foi transferido para lá a trabalho.

Como não tinha muitas opções de laser, Mévia passava boa parte de suas horas vagas navegando na internet e folheando revistas.

Em razão de seu atual passatempo, a nova função social de Mévia passou a ser mandar comentários para revistas, nos espaços destinados a opinião do leitor.

Um dia após ver todas as suas revistas femininas, Mévia começou a folhear uma Playboy que achou pela casa. Achou a mulher da capa muito feia, e cumprindo o seu novo dever social, foi imediatamente manifestar sua opinião de leitora para a revista.

Entrou site da revista e escreveu que achava um absurdo colocarem uma mulher tão feia na capa.

Depois de manifestar essa opinião tão masculina (alguém já viu algum homem se preocupar com a beleza da mulher que colocam peladona na revista?)… decidiu que não podia assinar seu nome, afinal a revista é voltada para homens e a opinião de uma mulher podia não ser levada tão a sério.

Resolveu então assinar o nome do seu marido: TÍCIO DA SILVA, morador da capital (ela adorava se esquecer que morava em Mevialândia e não mais na capital).

No mês seguinte, ela e o marido no aeroporto, vôo atrasado, ela vai para resvistaria, compra várias revistas de mulheres para ela e uma Playboy para ele.

Sentam para tomar café e ler suas novas aquisições. Ela imediatamente se concentra em uma matéria qualquer dessas sobre como apimentar a relação, enquanto ele folheia despretenciosamente a sua Playboy.

Num certo momento, ele vê algo na revista que o deixa chocado. Segura firme o braço dela e começa a gaguejar:

“- Meu Deus! Meu pai virou um velho tarado!!!!  Olha o comentário que ele mandou para a revista!”

Mévia que nunca tinha tido nenhuma de suas opiniões publicadas nas revistas femininas para as quais escrevia, viu publicado o comentário que fez para a Playboy e assinou o nome de seu marido esquecendo que era o mesmo do seu sogro: TÍCIO DA SILVA, um senhor distinto, bem conhecido, e até aquele momento, muito respeitado na Capital. 

 

 

Pedra-pome

26 abr

Gente,

Esse “causo” veio do meu salão.

Estava euzinha fazendo minha mão, fofocando com mulherada do mesmo horário e vendo as últimas novidades das revistas femininas semanais, eis que me deparo com a notícia de que a última moda do mundo da cirurgia plástica nos EUA, na Europa e também no Brasil é a HIMENOPLASTIA.

Sim!!!! A cirurgia para reconstituição do hímen. 

Ao ler essa notícia, não consegui deixar de pensar naquelas anti-amélias se revirando em seus túmulos, por terem disperdiçado seus bons conjuntos de lingeries carézimos queimando seus sutiãs pelo direito a igualdade de mulheres que hoje, ao invés de usufriar da sua liberdade, escolhem se submeter à cirurgia para reconstituir o hímen.

Tenho certeza que as queimadoras de sutiãs, pensavam que as gerações de mulheres depois delas, já iam nascer evoluídas, sem os cisos, os dedinhos dos pés e sem o hímen.

E agora, em pleno século XXI surge esse retrocesso histórico.

Mas, como diria Gabi: “cada um com seu cada um“… se existe é porque tem gente que procura, precisa, acha útil… enfim!!! …

Comentando sobre isso com minhas colegas de salão, fiquei sabendo que existem outras técnicas de “revirginamento” que não reconstituem o hímen, mas que produzem o mesmo efeito buscado na cirurgia.

E eu que havia me surpreendido com a introdução do sonrisal na área de lazer feminina (Não se Automedique – clique aqui) descobri que são colocadas muito mais coisas no local, do que nossa mente limitada consegue imaginar.

Uma certa Caia, cliente do salão, tinha um namorado que morava em outra cidade, e quando ele vinha para cá para os encontros nupciais, Caia se introduzia pedra-pome.

A minha pergunta, em estado de choque (que deve ser a mesma de vocês):

“- AQUELA PEDRA DE LIXAR O PÉ???”

Simmmm!!!! Mas é que ela existe também em pó.

“- Ahhhhhhh” (ainda em estado de choque)

O procedimento de Caia é colocar o pó de pedra-pome, em sua “pequena caia” (se bem que tecnicamente deve ser mais preciso chamar de “grande caia”) para que ela se contraia e fique bem apertada.

… momento de silêncio para que todos reflitam e assimilem a informação…

… continuando…

Em um certo final de semana, o namorado de Caia avisou de última hora que estava vindo, Caia desprovida de sua poção mágica, foi comprar mais, mas não encontrou a marca que estava habituada. Levou outra marca e algumas horinhas antes de seu Baby chegar “introduziu-se” o produto.

Mas para seu desespero, o produto de marca nova, causou-lhe uma certa reação e ao contrário do resultado esperado, a caiazinha contraída de Caia, ficou toda machucada e totalmente interditada.

Quando o namorado chegou cheio de amor e más intenções, Caia teve que revelar o seu grande segredo, pois o gato, que tinha vindo de última hora, achou que tinha pego Caia de surpresa recém interditada pelo Ricardão.

– Nota da Autora: em pesquisa sobre o tema, descobri que o pó de pedra-pome é um ótimo tira manchas para roupas, pode ser comprada em farmácias ou em casas de produtos de limpeza.

– Nota 2: A pedra-pome (em pedra mesmo) pode ser usada, inclusive, para tirar manchas de henê da pele. Usa-se da seguinte forma: ensaboa o local manchado com sabonete, depois passa a pedra-pome (como se fosse sabonete também), no mesmo local, até sair a mancha. (opinião pessoal da Autora: acho que deve sair a mancha e a pele)

– Nota 3: Pessoas entendidas no assunto, informam que para o efeito revirginador, pode-se usar também “banana marra-guela” (aquela banana verde marrenta). Receita: é só introduzir o fruto no local, quando a banana ficar naquele ponto de se colocar farinha láctea, é porque já atingiu o efeito desejado.

– Nota 4: A AUTORA NÃO SE RESPONSABILIZA PELA UTILIZAÇÃO DAS “RECEITAS” ACIMA EXPOSTAS  

Relato de uma Amiga Desesperada – Um dia no SPA

15 abr

E por falar em SPA, vou postar aqui um email que recebi de uma Caia, relatando sua experiência num SPA desses para emagrecer.

Eu ia recontar a história dela, mas o relato por suas próprias palavras merece ser publicado na íntegra.

Esse e-mail desesperado foi enviado para as amigas, como um pedido de SOS e incentivo, enquanto ela ainda estava no spa.

Ao contrário da primeira imagem que vocês podem ter de uma gordinha indo para um spa, é preciso dizer que Mévia é LINDA!!! Linda mesmo, daquelas belezas de dar inveja, traços perfeitos, pele perfeita, personalidade marcante, casada, feliz, simpática e legal! Ai que ódio!!

Tenho certeza de que os eventuais quilos a mais, é puro olho gordo!!!  (e ela nem é tão gorda como se diz ser)

Querida Caia, obrigada por dividir esse momento conosco e obrigada por autorizar a publicação do email.

Eis e o email:

“Ola amiguinhaaaaas

entao, SABEM QUE EU SOU UMA CHATA E SUPER EXIGENTE…

vim para cá super de sangue doce, trouxe livros para ler, imaginando que teria muito silencio, afinal no meio do mato, sem transito, natureza… e que eu teria uns dias de puro relax.

vim decidida não interagir muito, nem ficar contando que sou psicóloga para não ter que fazer atendimentos de graça, enfim descansar mesmo, passar um momento bem zen, voltada para dentro.

infelizmente……………. NADA DISTO DEU CERTOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

já na chegada eles não me monitoram direito, entregaram a folha com os horários explicando bem por cima… tive que me virar, perguntar para hospedes…. porque para falar com eles tem que descer la na porra da recepção, detalhe, a central no fone queimou… ok fui me virando…

ai fui fazer a avaliação nutricional…. quase cai de costa, claaaaaaaro (peso)… e a nutri anotou (nao sei pq, ja vcs vao saber) tudo o que eu não comia para que não viesse no meu prato…

fiz uma avaliação com um acupunturista que ficou perguntando coisas do tipo: que cores vc gosta, frio ou calor, descreva quem é vc,… que caralho, quem faz estas perguntas sou eu…. ok, respondi né… afinal estou do outro lado agora… ai falou que eu sou yang – que é fogo, isto eu já sabia faz tempo, nunca fui morna, sempre fui da bem esquentada…kkkkk  no final me indicou um floral (q n recebi até agora), acupuntura,drenagem…

fui almoçar, um bando de adolescente mal humorados que só ficavam usando a nova giria do momento TREVA…. mal me deram boa tarde, estavam mais preocupados em reclamar da quantidade que comiam (porra se n quer comer pouco pq vem para o spa) e eu ali feliz da vida comendo meus alfaces pensando nos meus kgs a menos….

a tarde fui fazer uma aula de localizada, pensei cmg, agora vou fazer A AULA, claaaaaaro q frustrei, o prof bem sem vergonha, daqueles de academia de quinta categoria, foi distribuindo os pesos (o que tinha na caixona de papelão)… se eu podia fazer com peso de 1 kg ou 1 kg e meio azar o meu, tinha que pegar o que sobrasse mesmo, de brinde eles vinham com areia da aula anterior… e lá foi ele ligar o som suuuuuuper bão (daqueles que tinhamos no quarto qdo eramos adolescentes) e o filho da P#*% mandava ligarmos o ventilador que por um acaso não existia, achando que estava fazendo gracinha, arrrrrrrrgh… davamos graças a deus qdo batia uma brisa que entrava pela única janela… e eu SUANUUUU… a agua para “refrescar” era de um bebedor quente, imagina q dili, vc morrendo e mandando para dentro um copão de agua morna… DE CAGAR…

na parte da tarde fui para minha drenagem que ficou marcada no horario da hidroginastica… como a logistica do espaço fisico é uma M, claro que enquanto eu tentava relaxar eu escutava toda aula e os gritos do prof e do povo, além da galera conversando na porta da massagem… m-a-r-a-v-i-l-h-a 

a musiquinha que tocava na sala de massagem saia de uma caixinha de computador que vinha por um fio da sala do lado… detalhe o som sai abafado, parece que as pessas que cantam tem uma batata na boca… fiz entao minha auto-meditação e trabbalhei minha paciencia…

fui entao colocar o roupão para ir para sauna, e o spa esqueceu que eles são SPA, um hotel para gordos e me deram um roupão de gente magriiiinha que mal fechava… imagina se eu não fiquei bufando… fui para sauna, só mulherada, ai eu meio semi nua com as banhas todas de fora, não me entra o prof da hidroginastica, para fazer sauna junto? pelo amoooooooooooorrrr

tomei banho e fui jantar… imagina se no meu prato não tinha uns 3 itens que eu coloquei na lista da nutricionista que eu nao gosto, porra se não vai repassar para cozinha para que anotar… arrrrrrghhhhh

fui para o quarto me acomodar ler um livro, tentar curtir o barulho de nada…..mas a tv, que fica na area comum dos hospedes, fazia eco pelos corredores… pior que não ter tv é ter que ficar escutando programas escolhidos pelos outros….

e para finalizar…. eu sentada na cama mexendo do computador vejo uma aranha marrom andando na minha cama, quase morri do coração, porque quem mata aranha é o marido… tive que dar uma de macha pegar o chinelão e ir para cima da bichinha, quando levanto o “edredon” eis que surge a amiga dela, imagina minha raivaaaa, duas na minha cama… enfim matei e comecei chacoalhar tudo com medo de dormir com uma terceira, quando deito e olho para a cabeceira da cama, tchaaanaaaa, a terceira aranha, que eu não consegui matar porque se escondeu na cabeceira, imagina se eu dormi direito… claro que nããããão… arrastei a cama para não correr o risco de ter companhia a noite… deitada eu observava a aranha com perna de fora e as formigas que faziam um trecho do chão até a janela…
a está altura do campeonato eu já estava loka para arrumar minhas coisas e vazar… mas pensei… preciso emagrecer… acho que aguento mais 1 dia…”

One Day Spa

14 abr

Oi Pessoal!!!

Tá, sei que tinha prometido manter o blog mais ou menos em dia, mas dessa vez o sumiço foi por culpa do Festival de Teatro de Curitiba.

Como “quem tem amigos tem tudo” (provérbio do meu amigo Mau), eu que tenho tudo, tive também muito patrocínio para  o FTC desse ano e pude gozar do meu direito constitucional ao lazer e à cultura, no melhor esquema “Justiça Gratuita”.

Agradeço à Favretto patrocinadora do FTC e ao meu querido Sol (meu patrocinador oficial desse Festival); ao Jorgito (Denorex 80) por essa, pelas que foram e pelas que virão; à Grazi pela companhia em grande parte das peças, por me levar para assistir “Trilhas” (Justiça Gratuita) e por me apresentar Clara Nunes, atuando brilhantemente na peça Clara (sem Justiça Gratuita, paguei com prazer e indico!).

Depois de um longo trauma de teatro devido a péssimas indicações, fiz as pazes com esse tipo de arte e já aguardo mais patrocínio para o FTC de 2012. 🙂 hehehe

Bom… voltando ao que interessa…

Quinta-feira, dia em que ainda tem adultos nas baladas, Tícia saiu com as amigas para dançar, beber, beijar e curtir.

Cumprindo as metas, não examente na ordem, bebeu pra caramba, dançou um pouquinho e logo conheceu um Baby, com quem passou o resto da noite beijando muiiiiiiittooo.

Baby universitário, certamente sem habilitação, quem se deu mal foi a Amiga de Tícia que teve que levá-lo para casa, já que não conseguiu tirar Tícia dos braços dele antes de fechar a boate.

O Baby morava longe pra caramba, mais precisamente na região metropolitana de Curitiba. Chegando em frente a casa dele, para desespero da Amiga, Tícia decide dormir lá, já que a família do Baby estava viajando.

A Amiga, sem muitas opções, volta sozinha para casa.

Tícia, na casa do Baby, conclui as metas anteriormente estabelecidas e curte pra valer a “energia universitária” até durmirem exaustos na cama da mãe dele.

No dia seguinte (ou poucas horas depois) Tícia acorda para trabalhar, vai no banheiro da mãe do Baby para tomar um banho e se depara com a maior diversidade de cosméticos importados que já tinha visto fora das páginas da revista.

Não podendo perder aquela grande oportunidade, Tícia  ligou para seu trabalho, avisou que só ia trabalhar depois do almoço e voltou para o banheiro paradisíaco.

Enquanto o Baby ainda dormia, Tícia preparou um banho de creme para os cabelos e uma máscara facial. Depois acordou o Baby, para tomarem sol nús na sacada, enquanto esfoliavam os corpos (com cremes).

Depois do sol, do sexo medicinal, tomaram um bom banho de banheira com sais da melhor qualidade, passaram hidratante também importado, cada um para a parte do corpo a que destinava, para pés, para mãos, para celulite, estrias etc.

Depois Tícia colocou sua roupa, passou o melhor perfume que encontrou, se maquiou, pediu um taxi levou o Baby para almoçar, pagou o taxi e o almoço, agradeceu o one day spa e foi trabalhar toda revigorada.

Nunca produziu tanto como naquele dia.

Diz que infelizmente esqueceu do pegar o telefone do Baby, e não consegue lembrar onde era a casa/spa. Queria muito voltar la, pelo menos uma vez por mês, para dar continuidade ao tratamento.